Meu mundo expresso de várias formas... (my routes, my rules)

terça-feira, abril 10, 2007

Como nasce um PARADIGMA...

Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula, em cujo centro puseram uma escada e, sobre ela, um cacho de bananas. Quando um macaco subia a escada para apanhar as bananas, os cientistas lançavam um jato de água fria nos que estavam no chão. Depois de certo tempo, quando um macaco ia subir a escada, os outros enchiam-no de pancada.

Passado mais algum tempo, mais nenhum macaco subia a escada, apesar da tentação das bananas. Então, os cientistas substituíram um dos cinco macacos. A primeira coisa que ele fez foi subir a escada, dela sendo rapidamente retirado pelos outros, que lhe bateram. Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não subia mais a escada. Um segundo foi substituído, e o mesmo ocorreu, tendo primeiro substituto participado, com entusiasmo, na surra ao novato. Um terceiro foi trocado, e repetiu-se o fato. Um quarto e, finalmente, o último dos veteranos foi substituído.

Os cientistas ficaram, então, com um grupo de cinco macacos que, mesmo nunca tendo tomado um banho frio, continuavam a bater naquele que tentasse chegar às bananas. Se fosse possível perguntar a algum deles por que batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria:
"Não sei, as coisas sempre foram assim por aqui... "


Esta pequena história foi contada para que as pessoas, de vez em quando, se questionem por que fazem (ou não fazem) certas coisas.


"Época triste a nossa, é mais fácil quebrar um átomo do que o preconceito." - Albert Einsten -


Pior é que muita gente age assim e nem se dá conta, vai ver que é por isso que ainda existe tanto preconceito no mundo. O mais comum é aquele preconceito indireto, não assumido! Hoje em dia até a mais preconceituosa das criaturas diz-se não possuir nenhum preconceito. Quantas vezes ouvimos as pessoas dizerem "eu não tenho preconceito, mas..." antes de recriminar ou julgar alguém??

Já dizia o ditado: "Nunca subestime o poder da estupidez humana."

O preconceito existe e deve ser combatido, sempre! Negá-lo não anula a sua existência, pelo contrário, só lhe dá mais força.

"Viva e deixe viver."
"Não é triste mudar de idéia. Triste é não ter idéia para mudar."

2 comentários:

Larissa Bohnenberger disse...

Oi, miga! Minha primeira aparição por aqui!
Muito boa a história dos macacos! Uma ilustração e tanto da ignorância dos seres humanos e de como a maioria dos nossos pensamentos vêm de gerações, e a gente nem sabe o por quê!
Muito bom!
A amiga escreve muito bem, vice! Aguardo ansiosa a próxima comédia! Eheheh!
Bjs!

Anônimo disse...

FASCINANTE BAD GIRL!!!