Meu mundo expresso de várias formas... (my routes, my rules)

terça-feira, fevereiro 26, 2008

Princípios da Vida

Depois de comentar acerca de alguns princípios do Direito, e expressar a minha visão de como estes são aplicados na prática; agora me atrevo a falar dos princípios da vida (ai).

Seguem alguns princípios, frutos de uma análise profunda desta louca que vos escreve, que podem ser facilmente observados - ou vivenciados - na vida-prática, por qualquer um de nós, pessoas humanas... [aí vem bomba!]


Princípio= regra que se funda num juízo de valor e que constitui um modelo para a ação.


*Princípio da Amizade: Amigo de verdade, é aquele que continua sendo seu amigo, mesmo depois de uma piada devastadora. [muito padece quem tem amigos!]

*Princípio da Auto-Preservação: "Se eu não lembro, eu não fiz."

*Princípio da Sobriedade: Ninguém bebe demasiadamente, a culpa do alto consumo é dos copos, que estão vindo com defeito de fábrica, fazendo vazar a cerveja (ou assemelhados).

*Princípio da Casualidade: "Você vem sempre aqui?"

*Princípio da Charlatanice: Quando o autor do fato tem ciência e dolo de que o está praticando, induzindo a vítima em erro ao fazê-la acreditar em uma ilusão. Também conhecido como “Princípio da Mentira Bem Contada”.

*Princípio da Seriedade: É aquele que deve ser aplicado quando é quase impossível conter o riso, numa situação em que este não é apropriado. [morro e não vejo tudo! tem até uma comunidade no orkut pra este princípio: “dou risada quando não pode]

*Princípio da Coincidência: Muito utilizado para maquiar um ato premeditado como mera obra do acaso.

*Princípio da Política: "Eu não sei de nada!"

*Princípio da Continuidade: A festa continua, mesmo quando as luzes do local já estão acessas, as cadeiras em cima das mesas, e os funcionários na porta do estabelecimento, a espera da nossa retirada. Nessa hora, sempre tem alguém que pergunta: “vamos pro Van Goght:?”

*Princípio da Competência: "La garantia soy jo."

*Princípio do Humor: Todas as bobagens que você disser serão usadas contra você em um evento social.

*Princípio da Lei de Murphy: Não importa quantas coisas ruins tenham acontecido no mesmo dia, JAMAIS pergunte, sob hipótese alguma: “o que mais falta acontecer?” – é fatal!

*Princípio do Arrependimento Posterior: também conhecido como “Ressaca”.

*Princípio da Comunicação: "eu presto atenção nos que eles dizem, mas eles não dizem nada"

*Princípio da Reciclagem: Lavou, tá novo!

*Princípio da Conspiração: É presumido quando há uma reunião com dois ou mais integrantes. Só podem estar conspirando alguma coisa...

*Princípio das Relações Sexuais: Não basta saber comer, tem que saber dar (não necessariamente nessa ordem).

*Princípio da Traição: Negue tudo, até a última instância.

*Princípio da Presunção Existencial: Nada é considerado irreal, até que se prove a sua total inexistência de maneira efetiva. Exemplos: fadas, gnomos, alienígenas, políticos bem-intencionados... [aliás, quem se considera um alienígena, levante a mão! participe da comunidade: "eu sou um extraterrestre"]

*Princípio da Prestação de Contas: Arrume uma interposta pessoa (= laranja), e tudo estará resolvido!

*Princípio do Despache Automático de Malas: A aplicação deste princípio só é possível com a instalação de uma bina. Também conhecido como “Princípio da Chamada Não Atendida”.

*Princípio do Reconhecimento de Paternidade: “A minha regra não veio, sorria, o pai é você”. [frase retirada de um forró nordestino]

*Princípio da Cura: “Tentaram me mandar pra reabilitação, mas eu disse "não, não, não"; Sim, eu tenho estado mal, mas quando eu voltar vocês vão saber, saber, saber...” [Rehab]

*Princípio da Soberania: Você pode expressar a sua opinião abertamente, mas a última palavra é minha.

*Princípio da Igualdade: Todos são iguais perante a lei, embora alguns sejam mais iguais que outros. Da mesma forma, há os que são simplesmente excluídos pela legislação, enquanto apenas um seleto grupo possui imunidade para cometer crimes livremente.

*Princípio do Deboche: Possibilita que qualquer fato real se transforme em uma piada, o importante é não deixar a bola picando. Alguns doutrinadores acreditam que este princípio deu origem ao dito popular: "Perco o amigo, mas não perco a piada."


***


_Nota de Esclarecimento: Estes princípios não condizem, necessariamente, com a minha opinião pessoal [alguns sim, outros não...]. É apenas um resultado de uma análise fria e calculista do comportamento da nossa espécie - quando convive em bandos.

2 comentários:

Larissa Bohnenberger disse...

Vem com essa não...
o Princípio do Deboche é baseado na tua pessoa, principalmente... hehehehe!
Chorei de rir!
Bjs!

Otto disse...

Me identifiquei muito com o "Principio da Continuidade", não sei porque... :P

Gostei dos teus textos também e pintarei mais por aqui com certeza.

Um beijo,
Otto

PS: Te linkei lá no meu tb ;)